Archive for março \24\UTC 2010

Saudade vs. Maré?

24 de março de 2010

Esse post será dedicado a uma canção chamada “Que nem maré” de Jorge Vercilo, cantor da MPB.

Provavelmente você já ouviu, e se não ouviu, tenho certeza que quando ouvir, a letra dessa musica irá passar despercebida pelos diferentes tons de voz e acordes. Mas se parar para pensar vai perceber que esse cara tá viajando…Qual foi a dele? Ele compara a saudade com a maré? E ainda faz disso uma canção? Que diz:

A saudade bateu foi que nem maré
Quando vem de repente de tarde
Invade, transborda esse bem-me-quer
A saudade é que nem maré

Tudo bem, uma coisa é a saudade “bater” a tarde, e chegar a invadir o coração e a transbordar com o choro. Mas… A maré também bateu? Será que foi na casa dele? Imagine você: sei lá, ela deve ter vindo de repente de tarde com ondas enormes e saiu invadindo tudo até transbordar? Esse cara mora onde, pelo amor de Deus? Numa palafita? Será que tudo isso é culpa da pirataria, cantores da MPB hoje em dia não podem nem dormir a tarde tranqüilo… que lá vem a maré e BUUM!

Para quem não sabe, palafita, é essa casinha ai da foto, que eu acho que dever ser igualzinha a de Jorge Vercilo, coitado. Ou então, ele viajou nessa musica.

Então, fica aí mais uma dica: Se liga nas letras que você tem cantado por ai!

Ondas Pequenas e Diversão Sem Tamanho

24 de março de 2010

Com os amigos, vou aonde for. Ainda mais quando o lugar é Porto de Galinhas, no verão. Aaaa… o verão…

Nada melhor que um fim de semana de surf, ainda que de ondas pequenas, entre a praia de Maracaipe e Borete, com um intervalo para o almoço com uns amigos, e direito a “uma cerveja antes do almoço pra ficar pensando melhor” acompanhada de bacon frito como petisco.  Ainda durante o petisco, uma piscina acompanhada de um chuveirão. E depois veio o almoço: uma macarronada com um suco de maracujá. Para meu amigo leitor não sei se parece tão legal assim, mas a verdade é que para mim isso era um sonho, sonhado desde muito novo por mim e meus amigos.

Como tivemos o devido descanso, mais uma missão: leva as pranchas pro carro, bota as pranchas no hack; entra no carro, dirige o carro, para o carro, observa o pico, tira as pranchas do hack, bota a malha, bota o protetor, e se prepara para mais uma bateria de surf  iraaado.  E desta vez com direito a câmera, Rec, Play!

Gostaria de agradecer a nossa fotógrafa Jéssica, namorada do bonitão na foto ai do canto inferior direito, que por acaso, tem umas 5 series de fotos, enquanto todos os outros tinha uma única serie! =P

Fica aí a dica, aproveite-a!

Blog de um dos meus amigos aventureiros, o do canto direito superior: http://roteirodeviagens.wordpress.com/

A Criatividade

22 de março de 2010


O que é criatividade?

“Tornar o simples complicado é comum. Fazer o complicado simples, terrivelmente simples, é criatividade.”  – Charlie Mingus

“Criatividade é um processo mental que envolve a descoberta de idéias novas ou conceitos, ou novas associações de idéias ou conceitos já existentes, impulsionado pelo processo de consciente ou inconsciente”  – Anônimo do Wikipedia

Atividade de criar. Capacidade de criar (surgir com novidades). É notável que o potencial da criatividade de uma pessoa seja mais forte na infância, pois quando as crianças têm suas iniciativas criativas elogiadas e incentivadas pelos pais, tendem a ser adultos mais ousados, propensos a agir de forma mais inovadora. Quando as pessoas sabem que suas ações serão valorizadas e quando sentem que não estão sob ameaça as pessoas perdem o medo de inovar e revelam suas habilidades criativas. Já o medo do novo, o apego aos paradigmas inibem a criatividade.

E a partir de tudo que li, cheguei a seguinte obvia conclusão: Criatividade é a capacidade de uma pessoa criar algo novo, a partir, da transformação de outras, quando há uma mudança de paradigma.

O que é Mudança de Paradigma?

Paradigma é um conjunto de regras e regulamentos, escritos ou não, que faz duas coisas: (1) estabelece ou define limites; (2) diz como devemos comportar dentro desses limites para sermos bem sucedidos.

Com isso, podemos concluir que uma mudança de paradigma é uma mudança nas “regras do jogo”, por exemplo, porque ao invés de construir casas com tijolos não construímos com garrafas pet?

Viu como é fácil, e você nunca pensou isso antes: -Vou começar a juntar garrafas pet até conseguir construir uma casa.

E quantas outras vezes, você não viu algo inovador e se perguntou “Por que não pensei nisso antes?”. Como aqueles poupa-copos descartáveis, que é uma solução super criativa, econômica, ecológica e prática para uma empresa, consultório, escritório, bar, restaurante, etc.

Ou ainda o dispensador de copos, que também é uma solução super criativa, econômica, ecológica e prática para uma empresa, consultório, escritório, bar, restaurante, etc.

Isso é criatividade, mas como aumentar minha criatividade?

Para mim, existe duas forma de criar: Uma “matutando” e a outra com “sacadas”.

“Matutar” é uma expressão bem nordestina, referente ao ócio. Criar “matutando”, é criar através da uma mudança de paradigma bem longa e racional, pensando durante um longo período a respeito da solução de um tema determinado. Há, de fato, um procedimento para esse tipo de criação:

  • Percepção do problema: É o primeiro passo no processo criativo e envolve o conhecer do problema.
  • Considerar a solução: Este passo é quando há um “estalo” da solução, muitos destes momentos surgem após o estudo exaustivo do problema.
  • Produzir a solução: O ultimo passo é converter a idéia em prática, no estilo “1% de inspiração e 99% de transpiração”.

Já a segunda forma de criação é bem mais complicada, criar com “sacadas” é quase que um dom. E ao estudar descobri que chamam a isso de “estalo perceptual”.

Ao contrário de “matutar”, “sacar” é muito mais irracional e bem mais rápido, acontece “em um piscar de olhos”. Eu tinha um professor de matemática que dizia que para aumentar a criatividade é importante minimizar a memorização. Ele falava que quem decora, e repete ações como robôs, perde a capacidade de criar, e pelo contrário, é necessário desenvolver o motivo de todas as ações realizadas, assim como quem desenvolve uma equação, ao invés de decora-la.

Outra forma de melhorarmos esse tipo de criatividade é buscando informações diversas e aleatórias; Pois, como a criatividade se revela a partir de combinações inovadoras de experiências e fatos, as informações sobre temas variados aumentam esse tipo de criatividade. E de modo contrário, as especializações (muitas informações sobre um único tema) minimizam essa capacidade.

Deve-se buscar um comportamento voltado à experimentação, à inovação e à busca persistente de pequenas e grandes nuances, seja em suas áreas de interesse ou em terrenos nem tão familiares, envolvendo outras culturas, tecnologias, idiomas, etc. É necessário que conhecemos um pouquinho de cada coisa para sermos criativos.

Fica aí a dica, aproveite-a!

Referência do texto:

Impossível vs. Ilimitado

21 de março de 2010

*Texto direcionado a aqueles que acreditam em Deus, e principalmente, para os que não acreditam.

Tem gente por ai dizendo que Deus faz o impossível. Não acredite, não é verdade. Deus não consegue fazer o impossível, assim como nós também não podemos. A verdade é que se dividirmos um quadrado em dois lado com uma faixa limitante no meio, o possível de um lado e o impossível doutro, tanto Deus como nós estaríamos do lado do possível.

Não conseguiremos nunca, por si só, atravessar até o outro lado do quadrado, e é isso que nos torna também pecadores, seres limitados, isso é parte da nossa natureza. Limitados fisicamente, mentalmente e psicologicamente, não conseguiremos pular 5 metros de altura, não conseguiremos viver para sempre, não conseguiremos nem, ao menos, vencer barreiras do preconceito e do desamor. Por que somos muito cegos diante de algumas verdades.

Mas sabia que com Deus é diferente, meu Deus, seu Deus e nosso Deus, é ilimitado. O que permite a ele afastar a linha limitante desse quadrado até o final, de modo a estar presente em todo o quadrado, pois para Deus não há limites.

Me permita então, ao final, corrigir algumas frases escritas por mim anteriormente:

Não conseguiremos pular 5 metros de altura, sem Deus;

Não conseguiremos viver para sempre(eternamente), sem Deus;

Não conseguiremos vencer barreiras do preconceito e do desamor, sem Deus;

Não esquecendo nunca do que falei inicialmente, e faz todo sentido, Deus não faz o impossível, mas é ilimitado, tornando para Ele todas as coisas possíveis. Percebe a diferença disso?

-Hãã, Lucas, mas e dai?

E dai? Você ainda me pergunta “e dai?” E dai que, ao mencionar a boa nova, que nem é tão nova (por já ter uns 2000 anos), mas é boa e atual, todos nós podemos entrar em comunhão com Ele. Tornando-nos assim, capazes de realizar o que antes era impossível.

Fica aí a dica, aproveite-a!

sites indicados:   http://odiariodesocrates.blogspot.com/2009/10/um-so-corpo-e-um-so-espirito.html